Notícias Vacinas

Com o COVID-19 em alta, acabamos esquecendo de outros problemas de saúde pública que também devem se dar atenção, como a dengue.⠀

No Brasil, já são 780 mil casos de dengue apenas neste ano. O grande alerta da dengue, é que se você já pegou uma vez, não significa que você já está imune, podendo ainda se contaminar mais 3 vezes. Uma vez, que existem 4 diferentes tipos de dengue. ⠀

As reinfecções serão sempre mais graves, causando a dengue hemorrágica. O que muitas pessoas ainda não sabem é que existe a vacina da dengue para nos proteger de pegar esse vírus letal. ⠀

Atualmente apenas uma vacina foi licenciada no Brasil, a desenvolvida pela empresa francesa Sanofi Pasteur. Ela é feita com vírus atenuados e é tetravalente, ou seja, protege contra os quatro sorotipos de dengue existentes. Ela possui a estrutura do vírus vacinal da febre amarela, o que lhe dá mais estabilidade e segurança.⠀

A vacina contra dengue da Sanofi Pasteur só pode ser aplicada no Brasil em pessoas de 9 a 45 anos, faixa etária que representa 70% dos casos de dengue no Brasil. Além disso, os testes da vacina foram feitos nessa faixa etária e a segurança da vacina foi comprovada nesses indivíduos.⠀

A vacina da dengue não pode ser aplicada em pessoas imunossuprimidas, grávidas, lactantes e pessoas com doença aguda ou doença febril moderada ou grave em curso. Isso ocorre porque os vírus atenuados não causam doença em pessoas com o sistema imunológico em ordem, mas não foi testada em pessoas com o sistema de defesa mais deficiente.⠀

Se você já teve dengue, os riscos de pegá-la novamente de forma mais agressiva são grandes, por isso, não deixe de se vacinar!⠀

Vacine-se, Previna-se!

#previnase #denguemata #aedes #vacinação #saúdeemdia #utilidadepublica #imunização

Deixe um comentário